Seção de atalhos e links de acessibilidade

Antirrábica

Prefeitura de Cáceres comemora sucesso da vacinação contra a raiva


Publicado em: 20 de Setembro de 2021

Autor: Esdras Crepaldi


Data: 20 de Setembro de 2021

Autor: Esdras Crepaldi


Autor da Foto: SMS

No último sábado (18),  a Prefeitura de Cáceres, por meio da  Secretaria Municipal de Saúde, promoveu mais uma  "Campanha de Vacinação Contra a Raiva".  

Em diversos pontos da cidade, técnicos da Vigilância em Saúde realizaram vacinas antirrábicas  em cães e gatos.

O número expressivo de pessoas que levaram seus animais de estimação para serem imunizados chamou a atenção da Secretária de Saúde Elis Fernanda de Melo Silva.

Para  Elis a ação superou muito a estimativa prevista. “ Foram vacinados 3.048 animais, sendo 2.612 cachorros e 436 gatos. Um número muito significativo que por si, já chancela o sucesso dessa campanha”, comemorou a secretária de saúde.  

Para a coordenadora da Vigilância em Saúde, Cynara Piran, o empenho da equipe de vacinação , contribuiu muito para o sucesso do evento.

“A realização desta campanha é necessária para prevenir a disseminação da raiva, uma doença grave e com alto índice de mortalidade.  A vacina antirrábica é a única forma de proteger nossos pets contra a doença”,  ressaltou Cynara.

Ela ainda noticiou que a campanha prossegue até o final de outubro, onde todos os sábados estarão vacinando animais, até perfazer toda cobertura. "Na zona rural também estamos atendendo com duas equipes volantes", ponderou Piran.

O Vice-prefeito Dr. Odenilson que visitou vários pontos de vacina, disse que a antirrábica protege o animal por até um ano, sendo necessário um reforço a cada 12 meses. “A partir dos três meses de idade, cães e gatos saudáveis devem ser vacinados contra a raiva. Nossa campanha foi um sucesso”, proferiu Dr. Odenilson.

Para a prefeita de Cáceres Eliene Liberato Dias  o objetivo desta ação, que era vacinar um grande número de cães e gatos, visando protegê-los, foi alcançado. “A grande procura demonstra a conscientização dos proprietários em prevenir seus pets e a sociedade civil da raiva. Protegendo nossos cães e gatos, protegemos a saúde coletiva da nossa comunidade”, finalizou Eliene.

 

Esdras Crepaldi – Ccom