Seção de atalhos e links de acessibilidade

Instituto Alziras ressalta a importância da participação da prefeita Eliene na COP 27


Publicado em: 22 de Novembro de 2022

Autor: Esdras Crepaldi


Data: 22 de Novembro de 2022

Autor: Esdras Crepaldi


A Prefeita de Cáceres Eliene Liberato Dias, esteve  na 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, no Egito,  a convite do  Instituto Alziras, uma organização sem fins lucrativos com a missão de ampliar e fortalecer a presença de mulheres, em toda sua diversidade, na política e na gestão pública, como parte essencial do necessário processo de aperfeiçoamento da democracia representativa no país.

Para Michelle Ferreti co-fundadora e diretora do Instituto Alziras, foi muito importante contar com prefeitas da Amazônia Legal na delegação brasileira, entre elas a prefeita de Cáceres, Eliene Liberato Dias.

Michelle avalia que os municípios tem ações muito concretas para mostrar em termos de avanço da agenda climática. “Cáceres é um município signatário do pacto global pelo clima e energia. Tem uma das maiores usinas fotovoltaicas de produção de energia limpa, gerando energia e economia no orçamento municipal”, destaca.

Ela pondera que Cáceres é exemplo de cidade que tem experiências exitosas que contribuem  de maneira significativa na redução de gases de efeito estufa. “Além disso,  a presença da prefeita Eliene foi muito importante não só para compartilhar suas experiências e avanços como gestora pública comprometida com o meio ambiente e redução dos impactos do clima, mas também como mulher, e que pôde trazer uma perspectiva mais realista, mais pé no chão. Então contar com o olhar e com a perspectiva de mulheres para construir as funções necessárias pra gente poder endereçar os principais desafios ambientais globais é relevante, porque as mulheres são as principais impactadas pela mudança do clima, e certamente tem muito a contribuir para construir soluções que reflitam nos mais variados grupos e interesses que compõem nossa sociedade”, ressalta Michelle.

Para ela, muitas vezes as negociações  de alto nível se dão de maneira deslocadas e a presença de gestoras públicas, como a prefeita Eliene, que acumulam experiências na prefeitura e conhecem o contexto das cidades e sabem das oportunidades, desafios  e limites existentes, também contribuem para influenciar os debates para que eles se aproximem mais das realidades dos territórios e contextos municipais.

Michelle ainda faz uma observação. Ela aponta  que a foto de abertura da COP 27 demonstra o quanto a presença feminina ainda é baixa nestes espaços de negociações e tomadas de decisões da agenda climática. “Por isso a participação da Alziras e de mulheres como a prefeita Eliene foi necessária e contribuiu muito com as discussões na COP 27”, assinala Michelle Ferreti.

A prefeita Eliene agradeceu a oportunidade por poder estar inserida num debate tão importante para os destinos da humanidade e a preservação do planeta. “Sou muito agradecida ao Instituto Alziras pelo convite feito e apoio  dado durante a conferência, onde pude participar, contribuir e apresentar nossas experiências, projetos e Cáceres para o mundo”, concluiu Eliene.

Esdras Crepaldi